DOI: https://doi.org/10.21897/rta.v14i2.674

Biologia Do Àcaro Predador Amblyseius Herbicolus Alimentado por Pólen e Pela Presa Tetranychus Urticae

Hamilton Oliveira, Marcos A.M. Fadini, Daniela Rezende, Alberto Soto Giraldo, Katherine Girón Pérez, Hermes Aramendiz, Angelo Pallini

Resumen


Em levantamentos populacionais realizados em cultivos de morangueiro, Amblyseiu.
herbicolus foi encontrado em plantas infestadas pelo ácaro fitófago Tetranychus urticae Koch
(Acari: Tetranychidae). Por ser T. urticae a principal praga da cultura do morangueiro, existe uma busca constante de novas espécies com potencial de agente de controle biológico contra esse fitófago. Desse modo, o objetivo desse trabalho foi avaliar a biologia do ácaro predador A. herbicolus quando alimentado por dietas compostas por pólen de mamona, por T. urticae e pela associação de pólen de mamona e T. urticae. Essas dietas constituíram os tratamentos do experimento que foi conduzido sob condições controladas (T = 25±2ºC, UR = 65±10% e Fotoperíodo de 13h) sobre arenas confeccionadas com folhas de morangueiro (Ø = 2.5 cm). Os resultados demonstram que a fase juvenil do ácaro predador A. herbicolus se completa apenas quando o mesmo foi alimentado por pólen e por pólen e T. urticae. A maior longevidade do predador foi observada quando o mesmo foi alimentado pela dieta composta apenas por pólen, porém maior taxa de oviposição foi observada quando A. herbicolus foi alimentado pela associação das dietas de pólen e T. urticae. Os dados obtidos demonstram que o ácaro predador A. herbicolus atinge a fase adulta somente quando alimentado por dietas contendo pólen. Porém, na fase adulta, A. herbicolus necessita se alimentar de dietas à base de T. urticae para obter maior energia e assim, conseqüentemente apresentar maior potencial reprodutivo.

Texto completo:

PDF

Métricas de artículo

Cargando métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.